Mostrando postagens com marcador #Arqueologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #Arqueologia. Mostrar todas as postagens

Pode ser a descoberta ou fraude do século

UFOOVNI 03
Recentemente as redes sociais foram inundadas com a descoberta de uma invulgar múmia no Peru, da qual tem vindo a dividir opiniões entre crentes e céticos no assunto.
-
As redes sociais foram sistematicamente bombardeadas com o vídeo da presumível descoberta.
-
A imprensa começa somente agora a divulgar a notícia ficando desta forma apreensiva com um pé na frente e outro na retaguarda.
-
A múmia em questão terá sido descoberta em Nazca no Peru, a mesma apresentada uma fisionomia nada semelhante à de um vulgar ser humano.
-
A múmia possui somente 3 dedos em cada mão, crânio alongado, e orifícios muito pequenos no lugar das orelhas.
-
A datação por carbono 14 indicou o período entre 245 e 410 anos D.C, e apesar de ser uma múmia, os órgãos internos não foram retirados.
-
Não existe até ao momento uma prova fidedigna de ADN que nos certifique ser uma criatura do espaço.
-
Apenas se sabe que a respetiva múmia foi identificada do sexo feminino da qual  foi batizada por (Maria).
-
Algo que tem gerado bastante discórdia entre investigadores.
-
Existe uma grande desconfiança de ser a fraude do século, pelo simples facto de estar presente nesta descoberta uma pessoa que nos últimos anos se tem envolvido em polémicas com situações semelhantes "fraudes".
-
-
-
O UFO Portugal Network pede apenas que se mantenham cautelosos até se obter os resultados de ADN.
-
Sem esses resultados e o parecer de várias outras entidades científicas esta situação irá permanecer inalterada sem qualquer crédito ou credibilidade.
-
Já o investigador britânico Philip Mantle, tem sido um dos fortes opositores no desacreditar da autenticidade desta descoberta.
-
Philip Mantle, acusa a presença de Jaime Maussan de estar envolvido mais uma vez em manobras de propaganda enganosa.
-
Será de estranhar a ausência de peritos nesta matéria como o famoso Erich Von Daniken.
-
Como referido acima, pode ser a descoberta ou fraude do século.
Vamos aguardar cautelosamente o desfecho desta notícia.
-
leia mais...

Múmia descoberta Recentemente no Peru pode mesmo ser alienígena (Pesquisas em Andamento)

Múmia descoberta Recentemente no Peru pode mesmo ser alienígena
Um novo mistério acaba de encontrado na região de Nazca no Peru.

-

Os produtores de filmes do site gaia.com e pesquisadores de vários países irão investigar a descoberta de um corpo mumificado, a fim de determinarem se é um ser pertencente à raça humana, ou não.

-

Universidades e cientistas independentes estão atualmente analisando a múmia e os materiais encontrados, que são diferentes de tudo já descoberto no Peru.

-

A múmia em si mede 1,68 metros de altura, possui três dedos em cada mão e pé, com um crânio levemente alongado. 

-

Ela estava envolta em um pó branco, que possivelmente foi usado para “secar” a pele, mas abaixo desta cobertura havia uma pele acinzentada, que é o que ocorre com corpos mumificados. Os tamanhos do nariz e das orelhas da múmia são mínimos.

-

Testes de Carbono 14, que foram feitos para determinar a idade da múmia, retornaram um período entre 245 D.C. a 410 D.C.

-

A tomografia computadorizada da múmia mostrou que realmente há ossos dentro deste invólucro, o que descarta a possibilidade de ser meramente um “trabalho de arte”, assim por dizer.

-

A radiologista de análise músculo-esquelética do Hospital da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos. M.K. Jessie, disse que, pelo que ela pôde ver nas imagens da tomografia, as anomalias com os dedos e o crânio não parecem ter sido algo causado artificialmente.

-

A Dra. Natalia Zaloznaja, Diretora de Análise de Imagens do Instituto Médico MIBS, da Rússia, disse que não se trata tecnicamente de uma múmia, pois seus órgãos internos não foram removidos, como é feito nos processos de mumificação. Porém, o corpo está realmente mumificado.

-

Jay Weidner, diretor da Gaia, disse que logo após terem encontrado o corpo, começaram a olhar ao redor do local e encontraram uma figura humanoide em um petróglifo.

-

Melissa Tittl, Diretora de Conteúdo Original da Gaia diz que a instituição está completamente comprometida para revelar a verdade sobre esta descoberta.

-

Seria este um humano primitivo com deformidades intencionalmente desenvolvidas ou a evidência inegável de extraterrestres que visitaram a Terra?

-


-

De acordo com o site que deu origem à notícia,  Gaia.com, após testes de DNA foi descoberto que se trata do corpo de uma mulher, contudo ainda não se sabe se é humana.

-

Múmia descoberta Recentemente no Peru pode mesmo ser alienígena 01

-

O Dr. Michael Aseev, Diretor do Departamento de Análise Genética da Academia Russa de Ciências disse que foi determinado se tratar de uma mulher, pela falta do cromossomo Y na amostra de DNA. Apelidaram a múmia de “Maria”.

-

Múmia descoberta Recentemente no Peru pode mesmo ser alienígena 02
-
Foi relatado também um estranho aroma de ervas ao extraírem a amostra. Concluiu-se que era originário do processo de mumificação.
-
Fonte: Varias fontes, links mantidos na postagens
-
Agredecimento: OVNIHOJE
leia mais...

Mistérios da caverna de Wandjina na Austrália

mistérios da caverna de Wandjina na Austrália
As tribos aborígenes de Arnhem, território situado ao norte, acreditam que há muito tempo em "Dreamtime" (nota: nome dado aos tempos antigos, "tempo do sonho"), um grande pássaro prateado, pousou sobre certo platô para botar um grande ovo prateado, de onde os primeiros membros da tribo foram chocados. Eles tinham pele branca. Ao redor da região de Ayers Rock, a tradição local é que os ancestrais dos Aborígenes vieram das estrelas.
-
"Há muito tempo atrás durante o Dreamtime, um grande ovo de cor avermelhada (isto é, espaçonave) veio do céu. Ele tentou pousar seguramente no chão, mas se quebrou (isto é, colidiu com o chão). De dentro dele, saíram heróis culturais de pele branca (deuses) e seus filhos.
-
Dos filhos, os mais velhos logo morreram, seja através de sua idade avançada ou devido a não poderem se acostumar com nossa atmosfera. As crianças, no entanto, eram jovens e capazes de se adaptar mais facilmente ao seu novo lar. Eles gravaram e pintaram a aparência de seus pais nas paredes de cavernas para perpetuar suas memórias.
-
Com o tempo, o grande ovo de cor avermelhada se desfez até que suas sobras se misturaram com a terra, dessa forma, criando o solo vermelho da Austrália Central. "Os filhos dos heróis culturais que vieram do céu se multiplicaram até que eles eventualmente povoaram  toda a terra, suas peles ficaram escuras devido ao clima quente".
-
As artes nas cavernas retratando os antigos ainda sobrevivem, mostrando figuras em indumentárias que lembram os astronautas dos tempos modernos. Os mitos e lendas Aborígenes, como os dos povos mais primitivos ao redor do mundo, fala dos "heróis-culturais" de Dreamtime (deuses) que desceram do céu no início da História para disseminar cultura aos habitantes primitivos da Terra. Estas tradições, ligadas a muitos sítios arqueológicos ao redor do mundo, sugerem a alguns Ufologistas que nos tempos remotos seres inteligentes de outros mundos no espaço podem ter visitado a Terra.
-
mistérios da caverna de Wandjina na Austrália 02
Figura da Caverna de Wandjina
-
Para muitos pesquisadores, a evidência mais fascinante sustentando esta teoria são as muitas pinturas antigas e gravuras em rochas de cavernas do povo da idade da pedra encontradas mundialmente. As pinturas e gravuras em rochas dos Aborígenes Australianos, como muitas encontradas em outras partes do mundo, retratam animais e caçadas com freqüência, mas, além disto, são vistos objetos e figuras humanas estranhas.
-
Pesquisadores têm argumentado persistentemente se estas gravuras representam visitantes extraterrestres e suas espaçonaves ou os míticos heróis culturais e seus projetos totêmicos. Os Ufólogos argumentam que muitos destes objetos lembram os OVNIs que tem sido relatado ao redor do mundo.
-
As implicações são que, há milhares de anos , estranhos objetos eram observados nos céus pelo povo da idade da pedra. É discutível se estas obras realmente representam espaçonaves e seres extraterrestres. Considere, por exemplo, as mundialmente famosas gravuras da caverna de Wandjina, dos aborígenes do Noroeste da região de Kimberly, no oeste da Austrália. Estas figuras humanas com estranhas vestimentas têm sido defendidas por muitos como antigos astronautas. Os mitos e lendas ao redor do estado Wandjina são, em alguns casos, que estes seres desceram das estrelas para disseminar cultura aos povos tribais primitivos, enquanto outras lendas dizem que o Wandjina veio do Oeste, através do Oceano Índico, em grandes navios em tempos antigos.
-
Os pesquisadores que acreditam que as figuras de Wandjina retratam astronautas da antiguidade dão uma ênfase especial nos "capacetes" usados pelas figuras. Por outro lado, eu vejo as figuras de Wandjina sob uma luz diferente - Como retratos de antigos marinheiros Egípcios e Fenícios quem desembarcou na costa de Kimberley, na era do Bronze (2000-1400 A.C.), no curso de suas viagens ao sudeste Asiático e além, à procura de metais e pedras preciosas, no curso no qual eles estabeleceram colônias de longa duração na Austrália e ilhas vizinhas. (Ver "Pyramids in the Pacific - The Unwritten History of Australia" URU Publicações 2000).
-
Outra ilustração da Caverna de Wandjina
-
Os Arqueólogos apontam para as similaridades básicas nas vestimentas usadas pelo povo de Wandjina e aquelas dos antigos marinheiros do Meio-Leste. Estas interessantes possibilidades são apoiadas pela presença aparente de características raciais do meio leste e palavras Egípcias que ainda são encontradas entre as tribos Aborígenes locais.
-
Um maior apoio para este argumento alternativo pode ser encontrado na crescente massa de gravuras Egípcias, Fenícias e Líbias e outras gravuras em rochas, além das pirâmides com degraus encontradas na Austrália e algumas de nossas ilhas vizinhas próximas, sugerindo uma colonização de longo prazo por grandes números destes que procuravam minério com início por volta de 4000 A.C.
-
Ainda restam outras pinturas misteriosas equivalentes e gravuras em rochas em uma ampla área no noroeste distante da Austrália, as quais poderiam sustentar a teoria dos Astronautas da antiguidade. Estas obras descrevem, além de figuras humanóides em estranhas vestimentas "tipo espaciais", objetos que poderiam ser denominados como tendo aparência de antigas naves voadoras. Artes em rocha similares encontrados por toda a Austrália, o trabalho dos misteriosos Uruans, o povo megalítico, sobre o qual será dito mais em outra oportunidade, retrataram os mesmos elementos básicos.
-

leia mais...

Antártica - O que a Ciência Geral está tentando ocultar

Antártica - O que a Ciência Geral está tentando ocultar 01
A Antártida é uma enorme massa terrestre, cerca de duas vezes o tamanho da Austrália enterrada sob uma camada de gelo de milhas e espessura, com temperaturas médias de -55 graus Celsius, completamente desabastecida e com vida selvagem muito escassa.
-
-
No início, parece que esta terra estéril e desolada não poderia ter interesse para o mundo, mas, na realidade, há muitas partes interessadas no que a Antárctica tem para oferecer.
-
Mas, a natureza dessas atrações é bastante exótica e mantida sob um rígido véu de sigilo. Na verdade, se alguém tivesse algum interesse neste continente mais austral, provavelmente seria porque um dos segredos mais bem preservados do mundo é mantido enterrado por lá.
-
Ao contrário da região do Ártico, que consiste em uma série de ilhas espalhadas por uma cobertura de gelo acima do oceano Ártico, a Antártica é um verdadeiro continente com montanhas geladas e formas de terra enterradas sob quilômetros de água gelada.
-
Para o homem moderno, a Antártida é uma terra relativamente nova. A massa real tinha sido descoberta em 1911 pelos noruegueses. Doze estados realizaram novas expedições que retornaram com resultados gratificantes.
-
O Tratado Antártico, de 1959, de repente, impediu as explorações que estavam prestes a ocorrer na região, e de repente a Antártica foi declarada um céu seguro.
-
Antártica - O que a Ciência Geral está tentando ocultar 02
-
Era algo que eles encontraram lá que os fez agir em detrimento de seu interesse nacional, considerando que uma reserva de recursos naturais intocados estava mentindo.
-
O tratado inicial foi assinado por doze estados que anteriormente eram ativos na Antártida durante o Ano Geofísico Internacional, entre eles lembrando os EUA, União Soviética, Japão, Noruega, Reino Unido, Argentina e França.
Desde então, as partes interessadas criaram uma imagem realmente maçante e tediosa deste continente inexplorado.
-
As primeiras expedições científicas dos anos 90 voltaram com evidências que demonstram que a Antártica já fora um paraíso tropical. Mas, de acordo com estudiosos modernos, isso aconteceu há cerca de 14 milhões de anos, e além disso, eles não têm idéia de como o gelo surgiu.
-
E aqui é onde primeiro podemos cheirar o encobrimento. Não muito tempo atrás, dois mapas antigos da Antártica foram descobertos, ambos mostrando o continente sem sua enorme camada de gelo. O Orontius Finaeus é um desses documentos. Ele retrata a Antártica sem gelo, com formas de terra como cordilheiras, vales e rios.
-
O que é interessante é que, antes da pesquisa de radar detalhada chinesa a partir de 2005, os cientistas sabiam mais sobre a geografia da superfície marciana do que o pólo sul da Terra.
-
Ao comparar a pesquisa detalhada com o mapa de Orontius Finaeus, tudo corresponde perfeitamente. As montanhas estavam lá, os vales e a forma da Antártida também estavam em conformidade.
-
Antártica - O que a Ciência Geral está tentando ocultar 03
-
Região da Antártida do mapa de Orontius Finaeus.
-
E, assim, surgiram as seguintes questões: a Antártica poderia ter sido um paraíso tropical muito mais cedo do que o que os principais estudiosos sugeriram? Os seres humanos estavam montando expedições para esta terra quando estava quente e sustentou a vida?
-
Se assim for, há uma grande discrepância entre a linha de tempo apresentada pelos cientistas e a realidade real. Com base nos mapas acima mencionados, mas não limitado a isso, a região antártica poderia ter sido um lugar hospitaleiro, não milhões, mas sim dezenas de milhares, senão milhares de anos atrás.
-
Existe uma mudança de pólo ausente dessa equação? Um grande cataclismo que desencadeou o mecanismo de resfriamento da Antártida? Ou, em vez disso, uma enorme anomalia que tem descansado sob o gelo durante anos, mantendo o continente congelado por algum motivo desconhecido e verdadeiramente desconcertante?
-
Fonte:alienpolicy
leia mais...

Uma sociedade secreta descobriu uma caverna, Dentro dela estão Gigantes adormecidos que estão prestes a acordar, sera?

Gigantes adormecidos estão prestes a acordar, alega delator

Uma sociedade secreta descobriu uma caverna, Dentro dela estão Gigantes adormecidos que estão prestes a acordar
Vários delatores têm vazado muitas informações pela Internet, algumas delas mais difíceis de acreditar do que outras. Este é o caso dessa informação abaixo, que parece ser uma impossibilidade.
-
Há mais de um século, uma sociedade secreta descobriu uma caverna escondida abaixo da superfície da Terra.  Dentro da caverna estavam vários gigantes da antiguidade, vivos, porém num estado de animação suspensa.
-
Poderíamos pensar que realmente sabemos a verdade sobre a história da antiguidade da Terra, mas não. Corey Goode alega ter despendido 20 anos em operações governamentais e programas espaciais secretos (EUA).
-
Durante este período, ele testemunhou uma grande quantidade de eventos extremamente bizarros, e visitou lugares que nem sabia que existam. Um dos mais interessantes desses lugares foi uma câmara subterrânea, onde os antigos Anunnakis estariam sendo retidos em animação suspensa, desde tempos já esquecidos.
-
De acordo com Goode, a câmara foi construída por uma raça de antigos construtores, e os gigantes que estavam hibernando poderiam ser os últimos de sua espécie. Vários desses gigantes foram mantidos em tanques de cristal, num estado similar à morte.
-
Porém, eles não estavam mortos. Na época de seu desaparecimento, esta civilização possuía a capacidade tecnológica que supostamente alterava o fluxo do tempo.
-
Trinta mil anos poderiam passar, mas para o ocupante da cápsula de cristal, seria como somente 30 minutos.
A tecnologia para criar e manter as bolhas de tempo é algo que os humanos aspiram um dia possuir, mas, de acordo com Goode, estava presente da Terra há milhares de anos.
-
Fonte: ovnihoje
leia mais...

10 Pieces Of Evidence To Show Ancient Egyptians Were Guided By Aliens

SIMBOLO GLOBAL PIRAMIDES 02
When Moses was alive, these pyramids were a thousand years old. Here began the history of architecture. Here people learned to measure time by a calendar, to plot the stars by astronomy and chart the earth by geometry. And here they developed that most awesome of all ideas – the idea of eternity.
For a long time now there has been much talk about an advanced alien species being responsible for Ancient Egypt’s incredible structures, as pyramids and temples – a lot of facts have been buried away, never to be seen by the public. However some suggestions about alien life in Ancient Egypt could be evidence-based facts.

1. Ancient alien artefacts from Egypt in Jerusalem

image



Exclusive artefacts found in Petrie’s former Jerusalem home may link ancient Egyptians to advanced extra terrestrial civilization.

A YouTube video released by the website Paranormal Crucible purports to show ancient Egyptian sculpture artifacts originally found in the “Giza complex,” but reportedly taken away from Petrie’s Jerusalem home by representatives of the Rockefeller Archaeological Museum shortly after they were found, according to the website UFO Sightings Daily.
Shepard Ambellas, editor-in-chief of the “alternative news” website Intellihub News, informs that  alien Egyptian artifacts were discovered hidden in a secret room behind the bookcase in Petrie’s house. It was rumoured that Egyptologist had uncovered evidence of extraterrestrial life and possibly history on earth before he died in 1942, and for whatever reason chose to keep his findings a secret. After the Rockefeller Museum had taken possession of the artefacts, alien enthusiasts are baffled they may never be accessible to the public.
However, Ambellas claims that some of the relics may be seen at the Petri Museum of Egyptian Archaeology in Malet Place, Camden, near Gower Street, London.
Exclusive artefacts found in Petrie’s former Jerusalem home may link ancient Egyptians to advanced extra terrestrial civilization. They include two mummified bodies less than four feet in height appear “possibly alien in nature.” The skeletal structure of the mummies has stereotypical alien “elongated heads, large eye sockets, and long spinal arms.”

2. Who built the pyramids ?



image
Is it possible that Egyptians used superior technology from alien visitors thousands of years ago ?

With their precise measurements and alignments with celestial bodies and magnetic north, it has long been argued that our ancestors around 4,600 years ago would have been unable to physically build the ancient Pyramids of Giza.
But, one theory claims to have cracked how they did it – claiming Egyptians used superior technology from alien visitors thousands of years ago.
But added to that, the shocking theory claims they were built much earlier than our history books tell us and that it was actually about 12,500 years ago when there were no civilised human societies on the planet.


image
Positioning of the three Pyramids of Giza are exactly aligned with the position of the three stars in the belt of Orion, as they were in 10,500 BC.

The Ancient Aliens or Ancient Astronauts conspiracy theory claims that monuments like the great pyramids, or even Stonehenge, in Wiltshire, in the UK, could not have been created using the human technology available at the time.
So from this mystery, the theory takes the giant leap that it must have been advanced alien visitors who actually did it.
These other worldly visitors were then revered as Gods by our ancestors, who then worshiped them from these ancient monuments.

3. Pharaohs of ancient Egypt were alien hybrids.



image
Left:Tutankhamun / Right:Akhenaten

The latest new genetic studies suggests that a lineage of Egyptian pharaohs were subjected to wilful genetic manipulation by a technologically advanced Alien civilization – this could very well be the truth that this planet needs in confirming that designers and builders of the impressive pyramids had a very strong connection with ET beings that originated elsewhere in the universe, far far away.
It was a gentleman called ‘Stuart Fleischmann’, who is the Assistant Professor of Comparative Genomics at the Swiss University in Cairo and his team who have recently published the results of a long 7-year study that mapped the genomes of 9 ancient Egyptian Pharaohs. If proven correct, their findings could potentially change the world’s history books forever and our understanding of our place in the Universe !


image
Akhenaten’s wife, Queen Nefertiti, and their children depicted with similar bizarre shape elongated heads.

This potentially incredible find started when Fleischmann and his team of scientists subjected the precious samples of ancient DNA to a process called Polymerse Chain Reaction (otherwise known as PCR). In the field of molecular biology this technique is often used to replicate and amplify a single copy of a piece of DNA, which gives researchers a far clearer picture of someone’s genetic fingerprint.
The most exciting thing had happened after this initial test had taken place and Eight out of nine samples had returned with rather interesting but typical results. The ninth sample belonged to Akhenaten, the enigmatic 14th century BC pharaoh and father of  Tutankhamun. It was a small fragment of desiccated brain tissue which had been the source of the DNA sample of which the test was then repeated using bone tissue – but still the same results were obtained.  But none of these results were coming back completely normal.

4. Alien coins



image
Ancient coins prove aliens once lived openly among us centuries ago, claim conspiracists.

A number of very rare coins were found by a group of people who worked on the renovation of a house in southern Egypt. One coin seems to depict a spacecraft flying above the ground while another one shows the head of an extra-terrestrial being with an extremely large head with bulging black eyes. These characteristics are commonly associated with aliens.
Coins were called unique because other coins have “no images of a strange human figure.”
As other UFO hunters they believe the recent discovery points to a planned return of the alien race to Earth at some time in the future.
Conspiracy theorists suggest these coins may have been a true alien currency, and if yes, is it possible that aliens participate in foreign trades or trades in general?
Mysterious earth.net also notes that one of the coins – which have not been authenticated – has “OPPORTUNUS Adest” carved on the back, Latin for “it’s here in due time”.
Information regarding this finding is still coming out, however no experts have verified the coins are real.

5. Ancient Egypt illuminated by electricity ?



image
Mysterious carvings on a wall at the Dendera complex in Egypt.

The most widely cited evidence that the ancient Egyptians used electricity is a relief beneath the Temple of Hathor at Dendera, Egypt that depicts figures standing around a large light-bulb-like object.
The socket is represented by what appears to be a lotus flower with a stem that runs like a cable along the bottom of the “device.” Inside the “bulb” is a snake-like line winding its way out of the lotus flower “socket.” According to supporters of the hypothesis that this depicts an electrical light, such as Erich Von Däniken who wrote “Chariot of the Gods,” the snake represents the filament of the bulb.
Von Däniken created a working model of the bulb in the laboratory which works, emitting an eerie, purplish light.
He used the same measurements, including two metal beams that look like arms stretched into the big end of the bulb, and a wire connecting those beams with the “socket” at the other end.
But where did the power come from to light the bulb in ancient Egypt?

6. Mysterious alignment of ancient sites



image
There have been numerous theories that ancient structures around the globe were specifically positioned by its ancient builder’s thousands of years ago.

The sites: Giza, Siwa, Tassili n’Ajjer, Paratoari, Ollantaytambo, Machupicchu, Nazca, Easter Island, Aneityum Island, Preah Vihear, Sukhothai, Pyay, Khajuraho, Mohenjo Daro, Persepolis, Ur, Petra are shown clockwise from Giza on the equal azimuthal projection.
The projection is centered on the axis point in southeastern Alaska. Distances to any location from the center of an equal azimuthal projection are equally scaled.
Since all of the sites on the great circle alignment are equally distant from the axis point at one quarter of the circumference of the earth, the alignment forms a perfect circle halfway between the center and the outer edge of the projection.
The Great Pyramid is aligned with Machupicchu, the Nazca lines and Easter Island along a straight line around the center of the Earth, within a margin of error of less than one tenth of one degree of latitude.
Other sites of ancient construction that are also within one tenth of one degree of this line include: Perseopolis, the capital city of ancient Persia; Mohenjo Daro, the ancient capital city of the Indus Valley; and the lost city of Petra. The Ancient Sumarian city of Ur and the temples at Angkor Wat are within one degree of latitude of this line.
The alignment of these sites is easily observable on a globe of the Earth with a horizon ring. If you line up any two of these sites on the horizon ring, all of the sites will be right on the horizon ring. 3-D world atlas software programs can also draw this line around the Earth.

7. Pyramids on Mars ?



Ancient Egyptians
Few alleged pyramids and other ruins have been found on Mars.

One of the most popular discoveries ever made – object of the size of the car which has a great similarity to the tomb complexes in Egypt. Some of the enthusiasts rise a question, was the ancient Egypt colonized by Mars or vice versa?

8. 2,500 year-old Egyptian hieroglyphs in Australia



Ancient Egyptians
These hieroglyphs are evidence that Egyptians got around Australia, either via sailing or via space ships, or both.

The most mysterious and controversial site on the New South Wales Central Coast, known as the ‘Gosford Hieroglyphs’ is directly connected with history of ancient Egypt.
The glyphs site at Kariong features almost 300 engravings on two sandstone walls, which some believe are an example of an early form of Egyptian writing and have drawn widespread interest over the years.
In spite they have long been dismissed as fakes by authorities and academics since their discovery in the 1970s, there are still ongoing attempts to prove the theory they were carved by the ancient Egyptians.
Mohamed Ibrahim and Yousef Abd’el Hakim Awyan (who has studied ancient Egyptian hieroglyphs his entire life) worked with a group of people in order to translate the mysterious engravings. What was the result? Well, not only are the mysterious ancient Egyptian hieroglyphs in Australia authentic, the scribes accurately used several ancient hieroglyphs and ‘grammatical’ variations which, crucially, were not even documented in Egyptian hieroglyphic texts until 2012. The specific style of hieroglyphs used also provides a linguistic time-frame that places an Egyptian presence in Australia at least 2,500 years ago, while the translated text is even so detailed as to identify the ancient scribes, by name and occupation.
Many other researchers suggest that these archaic styles contain an early form of hieroglyphics and correlate with archaic Phoenician and Sumerian writing.

9. Lost ancient Egyptian colony in Grand Canyon



Ancient Egyptians
Digital painting of Jakub Kowalczy.

Is it possible that Egyptian navy had crossed the Pacific or Atlantic and come to Mexico and American Southwest before written history suggests? Could they have left an Egyptian tomb in the Grand Canyon, something similar to those found in the Valley of Kings near Luxor, Egypt?
According to the Phoenix Gazette story, published on April 5, 1909, a necropolis of mummies and artifacts similar to an Egyptian tomb was found in the Grand Canyon. An explorer named G. E. Kinkaid, it was reported, uncovered a series of catacombs com­plete with statues, swords, vessels, and mummies in 1908 (the exact date of the discovery is not given). The article notes that the mysterious set of caverns was located in an extremely remote part of the Grand Canyon, dangerous and nearly inaccessible. The alleged site is reportedly located 2 miles away from El Tovar Crystal Canyon.
Later on the Smithsonian Institute denied all claims indicating that no record of a so-called Kincaid or Professor Jordan exists in the Smithsonian’s Department of Anthropology Washington D.C. Nobody knows what happens to the artifacts described in the article, may be Professor Jordan had just disappeared with all the records of his discovery.
On January 28, 2006 Associated Press released the story which tells that remains of well-preserved Egyptian ships were found in five cars along the Read Sea. The ships were dated to be about 4,000 years old. According to the artefacts have been recovered the scientists claimed the ancient Egyptians were “excellent ship builders” and that they had a fleet capable of sailing to re­mote lands.
A relief at the temple of the female pharaoh Hatshepsut in Luxor, Egypt, carved ca. 1480 B.C., shows a merchant ship on a trading expedition. Vessel artifacts match this depiction.
Another interesting fact that points towards ancient Egyptians traveling to the Americas or vice-versa are the mummified remains of Lady Henut Taui. The unusual mummy, examined by German scientist Svetla Balabanova, contained traces of cocaine and nicotine. This discovery became groundbreaking because cocaine and tobacco were found in America only before and were not exported until 19th century. This fact allows one to suggest that ancient Egyptians could have traveled to America more than 3,000 years ago.

10. Extraterrestrial origin of necklace beads



Ancient Egyptians
The ancient Egyptians would have seen a meteorite as an offering from the gods and this suggests the jewellery may have been created as gifts for royalty or people of high standing.

Research done on this piece of necklace obtained from an excavation in 1911, has confirmed it to be made from space rock! Amazing! Isn’t it!
Here is a summary of the research:
  • The Researchers associated with the University College London’s Petrie Museum executed detailed analysis of the necklace utilizing gamma rays.
  • They concluded that the beads which were originally made of iron were fabricated utilizing fragments of meteorites.
  • The analysis also indicated for the assessment pertaining to the process of formation of beads with the process of smithing and rolling.
  • The process of smithing and rolling involves hammering the rock many numbers of times so that it can be flattened and rolled to bead shaped tubes.
he most fascinating aspect about the discovery is the fact that the analysis brings you close to the fact that divine characteristics have been associate to be with the meteorite. As in accordance with Joyce Tyldesley, an Egyptologist, University of Manchester, UK-‘The sky was very important to the ancient Egyptians’.
This hypothesis was challenged in the 1980s. The academics were of the notion that the worldwide examples of iron, which was initially thought to be of meteoritic origin, were actually the result of several attempts of smelting.
In accordance with Philip Withers, Professor of Materials Science, The University of Manchester‘ Meteorites have a unique micro structural and chemical fingerprint because they cooled incredibly slowly as they traveled through space’.
leia mais...

MISTÉRIOS INEXPLICÁVEIS

Mais Populares

 
Copyright © 2014 UFO OVNI ALERTA CONSPIRAÇÕES • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top