Mostrando postagens com marcador CONTATOS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CONTATOS. Mostrar todas as postagens

Contatos de Quarto Grau: Testemunhas, por vezes, afirmam entrar em Discos Voadores…

Contatos de Quarto Grau
Testemunhas, por vezes, afirmam entrar em Discos Voadores. Os Contatos de Quarto Grau abrangem a efetivação ou tentativa de entrada, condução ou sequestro de pessoas e animais em discos voadores. Saiba mais sobre classificações de testemunhos ufológicos em Contatos Imediatos. Há três modalidades desse aspecto do fenômeno que justificam explicação mais detida.
ABDUÇÃO
A abdução consiste no rapto de seres humanos promovido por ocupantes de discos voadores. O fenômeno tornou-se amplamente conhecido pelo público depois das pesquisas realizadas por Budd Hopkins, divulgadas no livro, e depois filme, “Intruders”. As abduções podem ser pacíficas ou forçadas, ocorrendo com mais frequência em ambientes ermos, quando a vítima se encontra sozinha.
-
O propósito das abduções ainda é desconhecido, mas especula-se que sejam realizadas objetivando pesquisas – inclusive genéticas.
-
Os abduzidos geralmente têm o período passado dentro da nave removido de sua memória através de um processo ainda não bem esclarecido e de eficiência parcial. Antes de qualquer tipo de sondagem ou prospecção psicológica, costumam apresentar apresentar duas  ou mais das seguintes características:1
Lapso Temporal – Uma lacuna na memória, onde a perda de determinado período de tempo não consegue ser explicada. Isso pode indicar um rapto, onde a testemunha foi induzida a esquecer a experiência.



Memória Confusa – Vítimas muitas vezes lutam para compreender lembranças fragmentadas sobre luzes misteriosas, seres estranhos, procedimentos médicos invasivos e outros fenômenos correlatos.



Terror Irracional – Surtos de pânico inexplicáveis freqüentemente acometem os raptados quando se aproximam de um lugar específico, observam algum objeto aéreo, como helicópteros e balões ou se deparam com outras situações semelhantes ao trauma reprimido.



Podem reagir com ansiedade a filmes, revistas ou livros que tratem de OVNIs e encontros com alienígenas.



Distúrbios Noturnos – Raptados às vezes demoram a adormecer e têm sempre o sono leve. Muitos sonham com espaçonaves ou criaturas com olhos grandes demais e alguns acordam inexplicavelmente no mesmo horário, noite após noite.



Pela manhã sentem-se desorientados, tendo curtos acessos de tontura, entorpecimento, formigamento e paralisia.



Hemorragia – Ao acordar, algumas vítimas podem encontrar sangue na fronha do travesseiro ou na cama.



O efeito pode indicar algum processo de implantação ou remoção cirúrgica de aparelhos, ou algum tipo de procedimento invasivo na região do nariz ou ouvido.



Danos Físicos – Os raptados podem encontrar marcas enigmáticas no corpo, como alfinetadas, punções, arranhões, cortes em linha reta, pequenas depressões como crateras e hematomas.



Possivelmente decorrentes dos exames físicos a que foram submetidas.
Muitos pesquisadores apontam para o fato de que, depois da popularização do tema, o que os testemunhos dos abduzidos vem convergindo no decorrer do tempo.
O fenômeno tem chamado a atenção do Conhecimento Estabelecido, que nega objetivamente a realidade dos relatos, sugerindo explicações na seara psicológica.
Estatísticas sobre pessoas que se declaram abduzidas podem ser consultadas em Estatísticas de Abdução (MAAR, 1997-2005).
ARREBATAMENTO
Pessoas e animais que entram em discos voadores, por consentimento próprio ou contra sua vontade, às vezes não voltam. Tentativas mal sucedidas de sequestrar pessoas ou animais conscientes também compõem essa categoria.
O arrebatamento voluntário tem um papel fundamental em algumas seitas de ufologia mística, consistido geralmente o ponto mais alto da pressuposta e desejada ascensão espiritual.
Marion Keech e seus seguidores, estudados por Leon Festinguer na ocasião em que começou a ser elaborada a teoria da Dissonância Cognitiva, esperavam ser arrebatados por um disco voador com o advento do profetizado cataclisma diluviano.
CONTATADOS
Contatados são pessoas que afirmam realizar contato aberto com alienígenas. Esse contato pode ter sido único, múltiplo ou permanente.
Contatados típicos relatam que lhes foram dadas mensagens de profunda sabedoria, tendo sido compelidos a compartilhar essas mensagens para o bem da humanidade. Eles geralmente descrevem suas experiências como benéficas, envolvendo alienígenas com aparência humana.
Como fenômeno cultural, contatados estão intimamente relacionados com o que classificamos de abordagem mística da ufologia.
A história é pródiga em material apresentado por contatados que não resistiu ao tempo, como a existência de planetas desconhecidos no sistema solar, a existência contemporânea de civilizações avançadas em Marte ou Vênus e mesmo profecias não realizadas para o fim do mundo.
Muitos contatados podem ser incluídos entre picaretas e oportunistas, que visam obter ganho material ou social. Todo o cuidado é pouco para tratar esse tipo de gente. A questão, contudo, não pode  ser sumariamente descartado numa análise objetiva, pois certas pessoas podem tentar racionalizar eventos traumáticos reais construindo fantasias.
3 Interagir subitamente com seres inteligentes fora da usual sociedade humana pode, sem dúvida, ser um evento traumático.
Dependendo da personalidade do envolvido, fantasias messiânicas podem compor as tentativa de harmonizar uma experiência ufológica com o mundo familiar.
Fonte:UFOOVNI
leia mais...

Cientistas enviam mensagens ao espaço em busca de vida alienígena, mas podem acabar com a vida na Terra

Até o final de 2018, os cientistas enviarão mensagens para sistemas estelares próximos com planetas orbitando sua estrela na zona habitável. No entanto, muitos astrônomos discordam dessa ideia, dizendo que tais mensagens podem representar uma ameaça para a vida humana, atraindo civilizações alienígenas hostis que poderiam acabar com a vida na Terra.

-

Aparentemente, a raça humana está extremamente ansiosa para conhecer nossos vizinhos cósmicos se, claro, há algum lá fora.

-

Na esperança de descobrir a vida alienígena - especificamente a vida alienígena inteligente - os astrônomos querem enviar mensagens para planetas potencialmente habitáveis ​​no universo.

-

Em vez de esperar que a ET toque nossa porta, os cientistas decidiram enviar um lote de mensagens para o espaço exterior, esperando que algumas delas sejam interceptadas por civilizações alienígenas inteligentes.

E, embora isso possa parecer uma idéia fantástica para finalmente encontrar-se com ET, os especialistas alertam que isso pode ser um movimento ruim, pois essas mensagens podem atrair alienígenas hostis que poderiam vir à Terra e acabar com a vida como a conhecemos.

-

O professor Stephen Hawking concorda que enviar mensagens para Aliens não é uma boa idéia.

METI, (Messaging Extraterrestrial Intelligence), uma organização baseada em São Francisco quer começar a enviar cartões de correio cósmicos para o espaço exterior a partir de 2018.

image

E se ET se tornar um alienígena hostil?

-

Falando em uma entrevista com Forbes, presidente da METI Douglas Vakoch, disse:

-

"Se quisermos começar uma troca ao longo de muitas gerações, queremos aprender e compartilhar informações".

Vakoch acredita que a raça humana precisa enviar mensagens complexas para o nosso espaço com a esperança de descobrir civilizações alienígenas inteligentes.

"É muito tarde para nos esconder no universo, então devemos decidir como queremos representar a nós mesmos. Os extraterrestres podem estar esperando uma indicação clara de nós de que estamos prontos para começar a falar ", disse Vakoch.


O METI pretende enviar sua primeira transmissão de rádio para o espaço exterior até o final de 2018, enfatizando em "mensagens que revelam conceitos matemáticos e científicos básicos".

"Seria ideal usar um transmissor poderoso como os usados ​​para estudos de radar planetário, como o Observatório de Arecibo", disse o Sr. Vakoch.

-

No entanto, decidir que tipo de mensagens a raça humana deve enviar ao espaço não tem sido uma tarefa fácil.

Falando para a CNET, o Sr. Vakoch disse: "Algumas das mensagens mais proeminentes do passado tentaram cobrir tudo".

"Estamos adotando a abordagem oposta. Em vez de tentar comunicar tudo, estamos nos concentrando em dizer algumas coisas com muita clareza. Para as nossas primeiras mensagens, enfatizamos os fundamentos da matemática e da física ".

Na esperança de encontrar o ET, o METI vai atacar os sistemas solares próximos - especificamente aqueles que se acredita ter planetas orbitando sua estrela hospedeira na zona habitável.

-

Quem sabe, talvez um desses sistemas solares tenha avançado civilizações alienígenas inteligentes esperando para ouvir seus vizinhos cósmicos.

-

O Sr. Vakoch acrescentou ainda que as mensagens seriam simples, de modo que os estrangeiros poderiam decodificá-los sem problemas.

"Há muitas suposições ocultas incorporadas nas formas em que retratamos objetos tridimensionais em superfícies bidimensionais", disse o Sr. Vakoch. Mesmo que os estrangeiros usem imagens, eles podem usar um conjunto diferente de convenções para mapear objetos sólidos em superfícies planas ".

No entanto, nem todos pensam que esta é uma boa ideia.

Lucianne Walkowicz, uma astrofísica no Planetário Adler em Chicago, disse à NBC que uma entrevista que tentar contatar civilizações alienígenas poderia resultar em um cenário catastrófico para a raça humana.

"Existe a possibilidade de que se a mensagem ativamente, com a intenção de chamar a atenção de uma civilização inteligente, que a civilização em que nos contactem não tenha necessariamente nossos melhores interesses em mente", disse ela.


"Por outro lado, pode haver grandes benefícios. Pode ser algo que acaba com a vida na Terra, e pode ser algo que acelere a capacidade de viver vidas de qualidade na Terra. Não temos como saber.

-

FONTE

leia mais...

Caso Kelly Hopkinsville: Encontro com Extraterrestres

image
A história dos agressores fantasmas. Uma testemunha dos humanóides que supostamente sitiaram uma fazenda perto de Kelly, Kentucky, em agosto de 1955, diz que um deles agarrou seus cabelos. – Desenho do pesquisador Budd Ledwith, composto com base em descrições apresentadas pelas testemunhas
-
No cair da noite de 21 de agosto de 1955, Billy Ray Taylor, que morava com mais 10 pessoas em uma fazenda perto da cidade de Kelly, Kentucky, EUA, fora ao quintal apanhar água, mas voltou correndo para dentro dizendo ter visto um disco voador cair em uma vala do outro lado do campo.

Ninguém levou a sério a ponto de ir investigar, mas uma hora depois, quando ouviram os latidos atemorizados de um cachorro e viram-no esconder-se debaixo da casa com o rabo entre as pernas, Taylor e Lucky Sutton viram lá fora a coisa mais estranha de suas vidas: um ser luminoso, de 1 m de altura, cabeça grande, orelhas grandes, caídas e pontudas, olhos incandescentes e mãos com garras nas pontas.
-
A figura, vestida de metal prateado, estava com as mãos erguidas. Se aquilo era um gesto de paz, não foi interpretado assim, pois, quando a criatura chegou a 6 m de distância, os dois atiraram nela com uma espingarda de caça e um rifle 22.
-
A criatura reagiu com um salto e uma corrida, ocultando-se na escuridão ao lado da casa. Alguns minutos depois, o mesmo ser, mostrou o rosto em uma janela lateral e então J.C. Sutton (irmão de Lucky) e Taylor atiraram nele, no caso de J.C., quase à queima-roupa.
-
Até as 11h da noite, quando todos se espremeram dentro de um automóvel e foram à toda velocidade para a delegacia policial de Hopkinsville, a 11Km dali, as testemunhas não pararam de avistar e atirar nas criaturas, que rolavam e fugiam impelindo-se com os braços e as mãos. As pernas finas e inflexíveis pareciam não ter outra função senão a de orientá-los verticalmente.
-
Quando as criaturas eram atingidas em árvores ou telhados, flutuavam para o chão, em vez de caírem. Jamais manifestaram hostilidade ostensiva.
-
Quanto à quantidade, quem as viu não fazia idéia, sabia apenas que eram no mínimo duas porque, certa feita, viram duas ao mesmo tempo. Quando chegaram à delegacia, as testemunhas estavam em tal estado de histeria que o chefe de polícia Russel Greenwell disse estar evidente que estavam atemorizados com alguma coisa “além da razão, incomum”.
-

A caminho da fazenda, um investigador com treinamento médico tomou a pulsação no pescoço de Taylor, que estava o dobro do normal.
-
E havia provas adicionais: a aparição para um polícial estadual, enquanto as testemunhas se dirigiam para Hopkinsville, de “meteoros” estranhos sobrevoando o local “fazendo um barulho de tiros de artilharia”. Iam na direção oposta das testemunhas, para o norte, em outras palavras, na direção de Kelly.
-
Embora não encontrassem provas diretas de visitantes alienígenas, Grenweel e outros políciais investigadores encontraram muitos indícios de tiroteio.
-
A lém disso, Greenwell disse à ufóloga Isabel Davis: “Naquela noite, em toda a área e adjacências, a casa, os campos, pairava uma sensação estranha. Uma certa aflição, em parte, mas não absoluta. Todos a sentiam. E ali havia homens que posso chamar de valentes, e eles também a sentiam”.
-
Viram também um estranho trecho luminoso margeando a cerca, onde um ser fora alvejado e , no arvoredo, uma luz verde cuja fonte não pôde ser determinada. Mais tarde, já em casa, os moradores avistaram os seres várias vezes e em uma ocasião Lucky Sutton atirou num deles pela janela, causando mais danos a esta do que àquele.

A última aparição ocorreu às 4h45 da madrugada. As investigações da polícia, repórteres, oficiais da força aérea e ufólogos civis não encontraram indícios de embuste. Até mesmo o Blue Book, que geralmente tinha uma explicação para cada ocasião (nem sempre satisfatória), confessou-se atordoado.
E também Davis, dentre os investigadores mais teimosos dos OVNIs. Inevitavelmente, alguns céticos acusaram as testemunhas de estarem bêbadas, contrariando o depoimento do chefe de polícia Greenwell e especularam que elas podiam ter visto macacos foragidos. Sobre esta “solução” proposta, Davis escreveu: “Não há “ilusão óptica que explique um erro de tal magnitude”.
-
FONTE
leia mais...

O que são contatos imediatos?

01 contatos imediatos
É o encontro com o fenômeno ufológico, ou a relação entre humanos e extraterrestres. Os especialistas classificam os contatos em graus, conforme o quadro a seguir:
Contato Imediato de Zero Grau (CI-0)
É a observação do óvni a grande distância. Foi o que teria acontecido com a cantora Suzana Alves, a Tiazinha, que em 2001 divulgou o vídeo de um suposto disco voador (na verdade, era um dirigível da Goodyear com publicidade)
Contato Imediato de Primeiro Grau (CI-1)
A observação é realizada a curta distância, o que permite captar alguns detalhes do óvni, como janelas, pontos de luz, anexos, etc.
Contato Imediato do Segundo Grau (CI-2)
Ocorre quando o óvni pousa ou sobrevoa um determinado local, deixando indícios fortes de sua passagem (como vegetação queimada, marcas no solo, fragmentos, etc.), além de provocar perturbações em pessoas e animais
Contato Imediato de Terceiro Grau (CI-3)
É possível observar tripulantes do óvni (dentro ou fora dele), sem que haja, no entanto, qualquer tipo de comunicação com eles
Contato Imediato de Quarto Grau (CI-4)
Ocorre quando, além da observação de tripulantes do óvni, há algum tipo de comunicação – palavras, gestos, telepatia – com os seres, como se viu no filme E.T., de Steven Spielberg
Contato Imediato de Quinto Grau (CI-5)
É o contato mais íntimo entre humanos e extraterrestres. O observador chega a entrar no óvni, voluntariamente ou não. Se for à força, fica caracterizado um seqüestro, chamado na ufologia de abdução. A cantora Elba Ramalho afirma ter sido abduzida “várias vezes”
-
PARA VER OUTRAS CENTENAS DE NOTICIAS ACESSE O LINK ABAIXO:


leia mais...

A verdade está lá fora! Essas pessoas afirmam ter sido abduzidas por ALIENS

As pessoas da Reddit levaram ao agregador de notícias sociais para compartilhar suas experiências de ABDUÇÃO EXTRATERRESTRE – e o que contaram e aterrorizante.

Essas pessoas afirmam ter sido abduzidas por ALIENS

Encontros com ET foram reivindicados por milhares e algumas pessoas publicaram suas experiências no Reddit.

-

Um usuário que passa pelo nome de usuário 'sad-splinter' afirma ter "perdido 4 horas de tempo no que parecia 10 minutos nebulosos" quando eles estavam jogando em um campo há sete anos.

-

O usuário diz que quando eles acordaram, eles tiveram marcações no estômago que eles acreditam ser um sinal de que eles foram inspecionados por alienígenas.

-

Sad-splinter escreve: "Quando acordei, eu tinha quatro pontos brancos na minha área de abdômen, que com 2,5 centímetros de distância e cerca de 4 mm de largura formando um quadrado perfeito.

Essas pessoas afirmam ter sido abduzidas por ALIENS 00


"Eles ficaram por uma semana e um pouco de pitada na ocasião, geralmente estresse, fome e outras dores. Quando eu programei uma consulta com o médico, eles foram embora ".

Outro Redditer, 'eversick96', diz que eles tiveram várias experiências alienígenas que costumavam ser extremamente comuns quando eram jovens, entre sete e 16 anos de idade.

-

Eles dão sua historia arrepiante:

-

"Eu costumava experimentar tipos de coisas assustadoras no início, em uma base diária, eu veria figuras de sombra no canto dos meus olhos, ouvi meu nome ser sussurrado do corredor mesmo que eu fosse A única casa na época, batendo nas paredes, sempre me sentindo como alguém ou algo me observava mesmo.


-
image
"Quando acordei, eu tinha quatro pontos brancos na minha área do abdômen, que a 2,5 centímetros de distância"

"Eu vi muitos UFOs, vendo lásoras apontadas no meu quarto, apesar de ter cortinas grossas, ouvir sons zumbindo no meu ouvido e sentindo que alguém estava tentando sintonizar minha cabeça e ouvir meus pensamentos.
"Mas eu nunca pensei nisso como algum tipo de ser poltergeist, sentia-se mais inteligente e vivo ... Algumas semanas eu acordei às 3:00 da manhã três noites seguidas e me sinto extremamente desconfortável algumas noites eu acordei sentindo Aterrorizado ".
-
Eversick96 ainda afirma que um dia ela acordou ouvir uma voz dizendo: "Nós não podemos deixar que ela nos veja - ela sabe que estava aqui, nós precisamos sair!"
-
"Outra vez foi eu e minha irmã apenas na casa dos meus avós desde que iam embora para o fim de semana e eu estava na minha sala de estar dormindo no sofá-cama e a forma como o mobiliário está configurado é o pull-out O sofá tem uma visão clara da entrada do pátio e tem uma cortina translúcida cobrindo a porta.
image
"As pernas, o tronco e os braços eram tão magros, mas a cabeça era grande"
-
"Era meia-noite e eu estava me preparando para ir para a cama, tinha o volume na TV configurando meus canais, ouvindo uma fenda de luz do baralho, então vi uma luz vermelha fraca, então desapareceu.

"Então, a luz vermelha voltou a esperar super brilhante com a silhueta de alguém que estava de pé, as pernas, o tronco e os braços estavam tão magros, mas a cabeça era grande, a luz se apagou novamente".
-
Fonte: express.co
leia mais...

Mensagens de Extraterrestres ou de Demônios?, afinal, acreditar no que vemos já esta difícil, imagine no que não vemos!

Mensagens de Extraterrestres ou de Demônios
Alguns dizem receberem mensagens de extraterrestres mas isso pode ser mensagens de Demônios usando a credibilidade das pessoas em ufologia para enganar e desviar da verdade, a bíblia não proibi a ufologia mas nos diz para nos afastar de médios espiritas, pesquisem!
-
Mensagem Canalizada por Greg Giles Mensagem da Federação Galáctica: Muitas famílias que não tinham ideia da nossa existência verão as nossas naves e o nosso povo através das suas televisões, e muito mais além...
-
leia mais...

Eventos Astronômicos Raros e as Conexões com Óvnis e Seres Extraterrestres


Eclipse solar que ocorrerá em 21 de agosto de 2017 02
Visitantes de outros mundos estariam preocupados com a raça humana ou com a ordem cósmica?
-
Sonhos estranhos relacionados com visitantes extraterrestres, visões de entidades cercadas de luz, movimentação celeste de objetos voadores não identificados e por fim vórtices de energia abrindo-se no céu em direção a Terra.
-
O que estaria causando esta “movimentação” incomum de energias em nosso planeta e próximo de nossa atmosfera?
-

Estar tranquilo em um ambiente, como em seu próprio quarto, lendo ou assistindo a um filme e ter a sensação de que alguém além de você esta presente tentando se comunicar poderia ser uma bela cena de um filme de suspense ou terror, mas acredite recentemente este tipo de evento tem se manifestado ao redor do mundo, ocorrendo até mesmo diante dos olhos mais céticos.
-
Nossa visão antes limitada estaria se tornando apurada e sensível ou chegou o grande momento de nos conscientizarmos de que somos apenas mais uma parte importante da vida no universo equilibrado do criador?
-
Muitos questionam e zombam daqueles que firmemente alimentam a crença na vida em outros mundos – sejam eles dimensionais ou do mesmo plano planetário, porém até quem não acreditava, passou a alimentar a dúvida da possibilidade de vida alienígena inteligente. Uma experiência vivida e que não tenha uma explicação, pode mudar a forma de pensar do cético que se apoia apenas na ciência. Já está mais do que comprovado de que entusiastas pesquisadores e cientistas da ufologia defendem a possibilidade de vida inteligente além de nossa realidade por terem vivido algum tipo de experiência incomum e inexplicável em suas vidas, sejam elas vividas durante suas infâncias ou depois de adultos.
-
Eu passei a chamar este salto comportamental da abertura da visão ufológica de “Gatilho Ufológico”.
-
Quando este mecanismo articulado é acionado pela consciência humana um novo universo é vislumbrado pela mente do protagonista expectador dos eventos. Curiosamente, quem foi atingido por este gatilho passa a ter uma forte atração pelo assunto.
-
Muitos se tornam um imã que passa a atrair outros que também compartilharam de visões e ou interações – contatos com entidades que vibram em níveis diferentes das partículas de nossa realidade.

Indiscutivelmente a ufologia necessita da astronomia para poder caminhar através do plano comparativo e analítico dos fenômenos, mas também a utiliza como ferramenta para compreender e estudar cientificamente a possibilidade real de vida inteligente em outros planetas.
-
Existem certas regras da astronomia que devem servir de base para que a ufologia tenha argumentos científicos que sustentem suas teorias de que raças alienígenas mantém uma comunicação há milhares de anos com nosso planeta.
-
Então quem quiser fazer ufologia tem que ter uma pequena bagagem de conhecimento astronômico para discernir eventos meramente naturais (astronômicos) daqueles que são genuinamente incidentes ufológicos.
-

Na velocidade da luz conduzida pelas fibras do conhecimento de nossa sociedade atual somos bombardeados por milhões, senão bilhões de fótons de informação que trafegam na rede de cabos, assim como na química de nossos neurônios.
-
Esta “galena de rádio” de múltiplos canais e frequências fez despertar setores de nosso cérebro, aumentando nossa capacidade pensante e perceptiva – elétrons saltando a níveis antes nunca atingidos.
-
Ao mesmo tempo nossos filtros redundantes devem agora selecionar muito mais as ideias e a informação que recebemos deste universo informativo incalculável que estamos mergulhados. Mas, ainda assim a mente humana, mesmo com todas as mudanças fisiológicas, elétricas e químicas a que foi submetida, continua como num passado remoto a trazer das sombras as concepções artísticas de um iminente FIM DO MUNDO. Esta ideia conceptiva de fim pode ter na verdade algo plantado dentro de nossa energia maior – o espírito e tem como finalidade de nos preparar para um novo estágio – a morte do antigo para o nascimento do novo, do desconhecido, entretanto essencial para nossa evolução.

-
Ligar fenômenos astronômicos às profecias de extinção da raça humana tornou-se através dos tempos uma espécie de centrismo de pensamentos pessimistas de extermínio da vida na Terra. Mais recentemente nasceu a ideia de que os extraterrestres que nos visitam estão preocupados com nossa espécie.
-
Como se fossem anjos protetores da raça humana, quando na verdade, penso eu, que se preocupam com o equilíbrio cósmico de uma massa incomensurável de partículas interconectadas.
-
Acredito que dizer, que por razão de um evento celestial como um Eclipse Solar, todo o equilíbrio será alterado ou destruído é um parecer pouco científico diante das inúmeras forças físicas que regem a vida no universo.
-
Acredito sim, que eventos astronômicos desta espécie sejam monitorados por inteligências superiores e que "eles" até possam estar, através de sua tecnologia avançada evitando unicamente que algum tipo de evento que cause desfavorável alteração da “balança cósmica” venha ocorrer.
-
Este monitoramento alienígena, talvez possa explicar porque durante eventos astronômicos raros, ocorre um aumento da atividade de “comunicações entre mundos” e consequentemente um crescimento dos avistamentos de óvnis.
-
Portais ou vórtices abrem-se no céu, óvnis são avistados numa onda sem precedentes. Entretanto, quanto ao fato de teorias que relacionam-se com nossa destruição, penso como Antoine Laurent Lavoisier em sua lei da Conservação das Massas: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.
-



Fiquem Bem
-
leia mais...

A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores

A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 00
Naquele 5 de dezembro de 1977, o capitão da Aeronáutica Uyrangê de Hollanda Lima estava ansioso. Afinal, ele tinha mais uma reunião com o brigadeiro Protásio Lopes de Oliveira, comandante do 1º Comando Aéreo Regional (Comar 1), de Belém. Pela primeira vez desde que começara a investigar a suposta aparição de discos voadores na região do Pará, o capitão Hollanda teria o que relatar aos seus superiores.
-
Nas ocasiões anteriores, sempre que alguém lhe perguntava se tinha visto algo estranho, limitava-se a dizer: "Vi luzes. Nada mais". Daquela vez, porém, o capitão Hollanda e o sargento João Flávio Costa tinham avistado, poucos dias antes, um "troço enorme", de uns 100 metros de comprimento, sobrevoando o rio Guajará-Mirim.
-
Distante 70 metros da embarcação onde estavam, o tal objeto, no formato de uma bola de futebol americano, "grande e pontuda", tinha sido fotografado e filmado pelos militares. Não havia mais dúvida: era um objeto voador não identificado (ovni). E, no interior dele, supostamente havia uma "criatura extraterrestre".
-
Na hora da reunião, o brigadeiro Protásio não compartilhou do entusiasmo do capitão Hollanda. Pelo contrário. Depois de ouvir atentamente a história, mandou suspender a operação. Sua decisão, até hoje, intriga ufólogos.
"Infelizmente, todos os militares que participaram da Operação Prato já morreram.
-
O último, aliás, foi o capitão Hollanda", lamenta o jornalista e ufólogo Ademar José Gevaerd, editor da revista UFO. "A Aeronáutica afirma que todas as informações relativas à Operação Prato já foram disponibilizadas, mas não acredito nisso", afirma.
-
Em agosto de 1997, Gevaerd recebeu um telefonema do capitão Hollanda, querendo agendar uma entrevista. Na mesma hora, ele e o coeditor da revista, Marco Antônio Petit, viajaram até Cabo Frio, na região dos Lagos fluminense.
A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 01
Em casa, o coronel reformado contou detalhes da operação. Voltou a relatar os seus muitos avistamentos, admitiu que teve medo de ser abduzido e revelou que a investigação foi amplamente documentada. Só de fotografias havia mais de 500. Isso sem falar das 16 horas de filmagens (nos formatos Super-8 e Super-16) e de um calhamaço de 2 mil páginas de relatórios.
-
"Aquele monstro azul, embora tivesse um brilho muito forte, podia ser olhado diretamente sem que ardessem as vistas", declarou à revista UFO.
-
Dois meses depois de conceder a bombástica entrevista, o coronel Hollanda tirou a própria vida, enforcando-se no quarto de casa com a corda do roupão. Houve quem especulasse que ele teria sido assassinado por revelar informações sigilosas e colocar a segurança nacional em risco. Ou, ainda, quem assegurasse que Hollanda não morreu: apenas mudou de identidade e deixou o país.
-
Gevaerd rebate essas versões. "Não acredito em queima de arquivo ou teoria da conspiração. Ele já havia tentado o suicídio antes", diz.
-

'Raios luminosos'

-
Por essas e outras razões, a Operação Prato continua a ser apontada por ufólogos do Brasil inteiro como um dos mais intrigantes casos de avistamento de ovnis já registrados no país. Os primeiros relatos começaram a surgir em setembro de 1977.
-
Os habitantes de Colares, Mosqueiro e Ananindeua, entre outros povoados de Belém, garantem ter sido atacados por "raios luminosos" vindos do céu.
-
"Dois orifícios paralelos, como se agulhas tivessem penetrado a pele das pessoas", descreveu a psiquiatra Wellaide Cecim Carvalho, então diretora da Unidade de Saúde de Colares, vila de pescadores a 96 km da capital, à equipe do programa Linha Direta - Mistério, exibido em 25 de agosto de 2005.
-
Segundo relatos da médica, os pacientes davam entrada no posto de saúde com sintomas de anemia, tontura e febre e, ainda, marcas de queimadura de primeiro grau pelo corpo. Logo, o fenômeno foi apelido pelos ribeirinhos de "chupa-chupa" ou "luz vampira".
-
"Nunca me esqueci do pânico estampado no rosto das pessoas que diziam ter sofrido ataques por luzes que desciam dos céus e extraíam sangues delas", recorda o jornalista Carlos Mendes. Escalado para cobrir o caso pelo jornal O Estado do Pará, calcula ter entrevistado 80 testemunhas.
A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 02
Tomados pelo pavor, os moradores da região se uniram para afugentar os invasores. Não passava pela cabeça deles que o intruso pudesse ser de outro planeta. A hipótese mais provável era obra do demônio ou castigo divino.
-
À noite, famílias inteiras acendiam fogueiras, batiam latas e soltavam fogos de artifício. Outras, mais religiosas, rezavam o terço. Outras, ainda, empunhavam paus, pedras e espingardas. Diante do desespero da população, o prefeito pediu socorro às Forças Armadas.
-
Foi quando o coronel Camilo Ferraz de Barros, chefe da 2ª Seção do Comar 1, convocou o capitão Hollanda, então comandante do Para-Sar, um esquadrão de elite da Força Aérea Brasileira (FAB) que realizava operações de busca e salvamento, para chefiar a missão.
-

'Castigo divino' x 'ação comunista'

-
Durante quatro meses, Hollanda e seus homens permaneceram no litoral do Pará, munidos de binóculos, câmeras fotográficas e máquinas filmadoras, entre outras engenhocas. De dia, entrevistavam as vítimas dos ataques e as testemunhas dos avistamentos. À noite, se revezavam para monitorar o céu.
"A Operação Prato foi a maior missão militar para investigar ovnis de que se tem notícia no mundo", classifica Gevaerd. Thiago Luiz Ticchetti, presidente da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), concorda: "O que mais me impressiona é o fato de termos investigado algo tão incrível e, ainda hoje, não sermos capazes de explicar o que aconteceu."
A equipe chefiada pelo capitão Hollanda contava, entre outros, com o 1º tenente médico Pedro Ernesto Póvoa. No dia 26 de outubro de 1977, o psiquiatra foi a um vilarejo chamado Santo Antônio de Ubintuba, no município de Vigia, ouvir relatos de avistamentos e ataques de luzes insólitas.
A maior operação militar brasileira para investigar discos voadores 03
Na hora de redigir seu relatório, o psiquiatra deu o veredicto: "Histeria coletiva".
"Depois que os fatos ganharam as manchetes dos jornais, militares da Aeronáutica tentaram controlar a imprensa. Diziam que nós, repórteres, estávamos agindo com sensacionalismo e que as notícias publicadas só serviam para causar pânico", afirma o jornalista Carlos Mendes.
A certa altura da operação, agentes do antigo Serviço Nacional de Informações (SNI) foram chamados para ajudar nas investigações.
-
Jorge Bessa era um dos oficiais do SNI deslocados para Belém. Em seu primeiro dia na Ilha do Mosqueiro, a 80 km da capital, avistou, por volta das 8h da noite, um objeto luminoso.
-
"Ele piscou três vezes, realizou pequenas manobras e, em seguida, desapareceu em grande velocidade. Não deixou dúvidas de que obedecia a um comando inteligente", relata Bessa, que narrou suas aventuras no livro Discos Voadores na Amazônia, lançado no ano passado. "O fenômeno era visível a todos. Bastava olhar para o céu", diz.
-

Acervo

-
Quarenta anos depois, ufólogos ainda tentam ter acesso ao material coletado durante a Operação Prato. "Onde estão as fotos que o capitão Hollanda e sua equipe tiraram? E as filmagens? Que fim levou esse material?", indaga Thiago Luiz Ticchetti, da CBU.
-
Por intermédio de sua assessoria de imprensa, a Aeronáutica informou que todo o material disponível sobre ovnis já foi encaminhado ao Arquivo Nacional. E mais: não dispõe de profissionais especializados para realizar investigações científicas ou emitir parecer a respeito deste tipo de fenômeno aéreo.
-
Mas nem sempre foi assim. Entre 1969 e 1972, a Aeronáutica chegou a ter um órgão específico para tratar do assunto. Até ser extinto pelo governo militar, o Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados apurou mais de 70 casos de avistamentos de discos voadores.
-
Hoje, o acervo sobre ovnis é um dos mais visitados do Arquivo Nacional. Só nos últimos 30 dias, foram quase 12 mil acessos. Do total de 753 relatórios disponibilizados, material que abrange um período de 63 anos (1952-2015), apenas seis dizem respeito à Operação Prato. Vão de 2 de setembro de 1977 a 28 de novembro de 1978 e englobam 15 municípios do interior do Pará.
-
"O material disponível para consulta pública é apenas a ponta do iceberg", afirma o ufólogo Edison Boaventura Júnior, presidente do Grupo Ufológico do Guarujá (GUG).
-
Segundo Gevaerd, a filha do brigadeiro Protásio, uma pedagoga aposentada, é uma das poucas felizardas que tiveram acesso às filmagens ultrassecretas. "Entre outros fatos aterradores, ela cita a nave-mãe pairando sobre o rio Amazonas", alega.
-
Outra cena impressionante, aponta Edison, é a que revela um ovni submergindo nas águas do rio Tapajós em plena luz do dia. A filmagem, segundo o ufólogo, teria sido feita pelo sargento João Flávio Costa, o braço-direito do capitão Hollanda.
-
"A única certeza que tenho é que estamos diante de um dos maiores enigmas da ufologia. E mais: os avistamentos não acabaram", diz Edison, alegando que "40 anos depois, discos voadores continuam aparecendo naquela região".
-
FONTE: BBC
leia mais...

Entrevista com o Extraterrestre EXPOSTA: a conversa é realmente profunda, muito rápida ...

Entrevista com o Extraterrestre
Desde a sua criação, a área 51 foi preenchida com especulações sobre o que realmente acontece lá. Houve inúmeras teorias e adivinha o que é realizado por dentro. Especulações que vão desde a presença extraterrestre até a construção de nossos próprios OVNIs.

-

Quaisquer que sejam as verdades ocultas nas instalações secretas, é sabido que ninguém tem permissão para estar perto da área. Nenhuma imagem é permitida, e até mesmo o próprio presidente está em necessidade de conhecer a base, e não pode andar no local sem motivo.

image

Este vídeo foi lançado em 2016, de uma suposta entrevista que aconteceu na base da Área 51 em 1964. O vídeo mostra o que parece ser uma forma de vida extraterrestre que afirma ter viajado milhares de anos-luz para observar as atuais operações da Terra Devido à destruição de provas. O intrigante é que ele afirma ser da Terra, um descendente evolucionário do nosso futuro distante. O ser no vídeo nos mostra que ainda há muita informação por aí que ainda não somos capazes de compreender. Conhecimento das maiores questões da vida.

-

Se é falso ou não, ainda estamos sem séculos para poder entender as descobertas do tempo deste. Tente pensar além de nós mesmos, e neste período de tempo. Está comprovado que o universo abrange bilhões de anos-luz de distância; O equivalente a um átomo em nossos corpos. Com nossa vida útil de cerca de 80 anos, como podemos confirmar o que está acontecendo fora da galáxia, nosso planeta mesmo.

-

Se você acredita no que é neste vídeo ou não, isso mostra uma dura verdade sobre nosso mundo e como a humanidade está evoluindo. Ele abre uma luz e, possivelmente, até uma nova perspectiva sobre alguns temas importantes como a viagem espacial, a religião, a existência de Deus, a origem do nosso universo, o dogma político, a extinção, a morte e até mesmo a guerra nuclear. Dê uma olhada no vídeo e veja por si mesmo:

-

FONTE:ewao
leia mais...

Ator de 'Alien' afirma ter encontrado alienígenas

image
Yaphet Kotto, que estrelou o filme de Ridley Scott em 1979, “Alien”, teve encontros com extraterrestre.
-
O ator de 77 anos, conhecido por seu papel como engenheiro-chefe Parker no clássico de terror de ficção científica, afirmou durante uma entrevista recente que ele foi visitado por criaturas desconhecidas.
-
“Eu só disse sobre isso a minha esposa, meu rabino e uma psicóloga”, ele disse a Noel Ransome da revista Vice. “Esta é a primeira vez que estou falando sobre isso”.
De acordo com Kotto, suas experiências começaram quando, aos seis anos de idade, ele encontrou uma “entidade” em sua casa tinha algo entre “1,5 ou 1,80 m de altura com uma cabeça alongada”.
-
Ele, então, passou a experimentar todo tipo de fenômenos anômalos ao longo de sua vida, incluindo um avistamento de “um OVNI tão grande quanto o Yankee Stadium de cabeça para baixo”.
-
Ele também acredita que alguns de seus encontros com OVNIs foram desencadeados por sessões de meditação.
-
“Eu realmente não me importo se alguém pensa que eu sou delirante”, disse ele.
-
leia mais...

Regras e regulamentos para contato extraterrestre pelas Nacões Unidas

contato extraterrestre
Pessoas que falam seriamente sobre a existência de vida extraterrestre são geralmente consideradas um pouco menos do que são. No entanto, à medida que os seres humanos exploram o universo, algumas agências oficiais, como as Nações Unidas e o Congresso dos Estados Unidos, julgaram prudente estabelecer regulamentos oficiais no caso de realmente encontrarmos vida alienígena. Se os extraterrestres escolherem entrar em contato com a Terra ou os astronautas encontrarem civilizações alienígenas, nós ao menos temos essas dez regras que terão que ser levadas em consideração para evitar multas, prisões ou outras sanções graves.
10. Astronautas devem ser colocados em quarentena contato com extraterrestres
Em 1969, o Congresso dos Estados Unidos aprovou a Lei de Exposição Extraterrestre. Ela exige que todos os astronautas que retornam de viagens ao espaço sejam colocados em quarentena por um período de tempo para garantir que eles não tragam do espaço inconscientemente (ou conscientemente) alguma forma de vida. Essa norma foi aprovada pouco antes da missão Apollo 11 porque a Nasa não estava tão preocupada com pequenos homens verdes quanto com germes nunca antes trazidos à Terra que poderiam causar um surto.
Estranhamente, esta lei foi mal interpretada por alguns, que acreditavam que a lei tornou ilegal para os americanos fazer contato com alienígenas. A lei foi revogada em 1977, depois de várias missões espaciais bem-sucedidas da Nasa mostrarem que os astronautas não estavam transportando contaminantes do espaço. Apesar disso, as pessoas, irritadas, ainda publicam longos textos na internet, reclamando sobre como é injusto que eles sejam impedidos de entrar em contato com extraterrestres e exigindo que a lei seja revogada. Alguém devia contar para eles a boa notícia que ela já foi – há décadas.
9. Informações sobre vida extraterrestre devem ser comunicada imediatamente à ONU
Em 1967, as Nações Unidas criaram o Tratado sobre os Princípios que Governam as Atividades dos Estados na Exploração e Uso do Espaço Exterior, incluindo a Lua e Outros Corpos Celestes. Ele é muitas vezes chamado de “Tratado do Espaço Exterior” para facilitar a vida de todo mundo. Ele foi inicialmente assinado pela Rússia, Reino Unido e Estados Unidos, mas agora foi assinado por mais de 125 países.
O Artigo V do Tratado do Espaço Exterior diz: “Os Estados Partes no Tratado informarão imediatamente os demais Estados Partes no Tratado ou o Secretário-Geral das Nações Unidas de quaisquer fenômenos que descobrirem no espaço exterior que possam constituir um perigo para a vida ou saúde dos astronautas “. Isso incluiria naturalmente a descoberta de extraterrestres.
Em 2011, o diretor do Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior, Mazalan Othman, deu um discurso no qual ela supostamente disse que antes de fazer contato com extraterrestres, a Terra deveria ter sistemas preparados para lidar com a interação. Isto levou a boatos que Othman seria nomeada como a “embaixadora dos alienígenas” – ela negou os rumores.
Independentemente disso, por causa do Tratado do Espaço Exterior, as Nações Unidas estarão entre as primeiras a saber caso os astronautas encontrem vida alienígena.
8. Regras para contato inicial com extraterrestres
A descoberta da presença de água líquida na superfície de Marte fez aumentar a probabilidade de haver vida por lá. O Tratado do Espaço Exterior proíbe a possível contaminação da vida alienígena pelos seres humanos e pela tecnologia humana. Qualquer lugar com água líquida é considerada uma “região especial”, com regras específicas para exploração. Outras “regiões especiais” incluem lugares com atividade vulcânica ou cavernas.
É por isso que as sondas da Nasa não foram tirar fotos da água líquida em Marte, apesar de toda a animação a respeito da descoberta. Os rovers não cumprem os padrões de esterilização necessários para serem considerados seguros o suficiente para serem enviados em uma missão de coleta de dados em áreas onde poderia haver formas de vida.
Seres humanos também não devem se aproximar destas áreas até que robôs estéreis tenham feito estudos iniciais. Porém, à medida que várias empresas, incluindo a Nasa, Space-X e Mars One, avançam em seus planos de enviar seres humanos a Marte, surge a pergunta: será que os seres humanos obedecerão às regras e ficarão longe de um lugar que poderia guardar a maior descoberta da nossa era?
O que nos leva à nossa próxima lei…
7. Direito marítimo para os colonizadores espaciais
De acordo com o Tratado da ONU sobre o Espaço, nenhum ser humano ou nação pode possuir uma parte ou todo um planeta porque eles são a “província de toda a humanidade”. Com diferentes nações trabalhando para possibilitar a habitação de longo prazo e eventual colonização de Marte, a questão se torna quais leis se aplicam em Marte para os terráqueos (que se tornaram extraterrestres)?
A ONU tem uma declaração para lidar com essa situação. Em 1962, as Nações Unidas adotaram a Declaração de Princípios Jurídicos que Governam as Atividades dos Estados na Exploração e Uso do Espaço Exterior, que afirma que quem envia um foguete para o espaço manterá a jurisdição sobre ele e as pessoas dentro dele. Assim como a tripulação de um navio em águas internacionais, a tripulação de uma nave em Marte seria obrigada a seguir as regras do país que lançou o navio. Por exemplo, os astronautas da Nasa têm que seguir as leis dos EUA.
6. Aliens também são pessoas
Em 1953, o advogado e antigo vice-presidente da Federação Astronáutica Internacional, Andrew Haley, publicou um artigo no qual discutia a ideia de tratar alienígenas como qualquer ser humano gostaria de ser tratado, apesar de virem de outros lugares do espaço. Esta ideia da Regra de Ouro foi expandida para incluir a vida extraterrestre foi cunhada como uma “metalei”.
A metalei foi posteriormente elaborada pelo advogado austríaco Ernst Fasan, que a expandiu para incluir três princípios-chave:
1) Os seres humanos não devem machucar alienígenas;
2) Aliens e humanos são iguais;
3) Os seres humanos devem reconhecer a vontade dos extraterrestres de viver e de ter um espaço seguro para viver.
Em outras palavras, não dê uma de Will Smith em “Independence Day” e soque a cara de um alienígena quando encontrar com ele.
5. Astronautas são emissários da raça humana
A ONU, com todas as suas regras sobre a exploração espacial, não esqueceu o velho ditado: “A primeira impressão é a que fica”. É por isso que a Declaração de Princípios Jurídicos que Governam as Atividades dos Estados na Exploração e Uso do Espaço incluiu uma sessão determinando que os astronautas devem ser reconhecidos como “emissários da humanidade no espaço”.
Isso obviamente nos a pergunta se o treinamento dos astronautas inclui algum tipo de curso de etiqueta sobre como fazer o primeiro contato sem envergonhar o restante da nossa espécie. De acordo com o astronauta aposentado Clayton C. Anderson, porém, o programa de treinamento de astronautas da Nasa não inclui esse tipo de aula.
4. Extraterrestres podem ter de pagar impostos
Pedir para os alienígenas fazerem sua declaração de imposto de renda parece não ser a melhor ideia de como causar uma boa impressão – e, mesmo assim, eles podem ter que se submeter ao nosso sistema tributário.
De acordo com a legislação dos EUA, pelo menos, qualquer coisa vendida pelos Estados Unidos no espaço é considerado como tendo sido vendida dentro do país. Isso a torna sujeita à legislação tributária norte-americana. A lei, claro, não diz nada sobre isenções para vendas a formas de vida extraterrestres.
Além disso, as regras fiscais dos EUA também se estendem aos itens trocados por outros itens – o que meio que jogaria um balde de água fria no intercâmbio de tecnologia interplanetária. A Nasa, no entanto, é isenta de impostos, então eles possam fazer qualquer tipo de negócios que quiserem. Infelizmente para os alienígenas, a menos que eles já tenham se registrado como uma organização sem fins lucrativos nos EUA antes da negociação, eles podem estar em uma primeira lição desagradável de como é a vida de um humano pagador de impostos.
3. Nós podemos abduzir extraterrestres
O primeiro ser humano a receber ampla atenção por seu relato de uma abdução alienígena foi um brasileiro chamado Antonio Vilas Boas. Em 1957, Vilas Boas, então com 23 anos, afirmou ter sido sequestrado por alienígenas.
Sete anos antes, os militares dos EUA elaboraram seu plano de primeiro contato, chamado Sete Passos para o Contato, no qual um dos passos é sequestrar alguns dos alienígenas (se eles forem tecnologicamente inferiores) para estudá-los. Isso mesmo: nós poderíamos ser os aliens assustadores roubando seres de seus planetas e os devolvendo mais tarde para contar sua história de horror para seus compatriotas incrédulos.
Algumas pessoas acreditam, na verdade, que a sugestão de abduções presente nos Sete Passos para Contato pode ter levado aos relatos de abdução alienígena.
2. Um “olá” mundial
O Comitê Permanente da Academia Internacional de Astronáutica do Instituto de Pesquisa de Inteligência Extraterrestre (IAA SETI, do inglês) é uma organização internacional que está fazendo exatamente o que seu nome diz: caçando alienígena. Eles monitoram diferentes tipos de ondas (por exemplo, ondas de rádio, microondas), procurando possíveis transmissões alienígenas.
Enquanto as pessoas que realizam experimentos SETI nem sempre foram muito respeitadas, alguns nomes e agências de alto escalão apoiaram a SETI e seus métodos. Em 1896, Nikola Tesla sugeriu que as ondas de rádio poderiam ser usadas para enviar mensagens a extraterrestres. Desde a década de 1960, a Nasa tem financiado a SETI com recursos federais.
O Comitê Permanente da IAA SETI redigiu a Declaração de Princípios sobre Atividades Subsequente à Detecção de Inteligência Extraterrestre (essas coisas nunca têm nomes simples). O documento estabelece regras básicas caso alguém, usando experimentos do SETI, realmente detecte sinais alienígenas.
Se tal sinal for detectado e verificado, nenhuma resposta deverá ser dada até que a informação tenha sido compartilhada internacionalmente e uma resposta comum seja formulada. Isso pode significar que uma bastante tempo vai passar entre nossa detecção de sinais alienígenas e nossa resposta a eles. Só podemos esperar que os extraterrestres sejam mais pacientes do que os terráqueos.
1. Desculpe, alienígenas, mas o espaço é da Terra
Como mencionado anteriormente, o Tratado do Espaço Exterior da ONU chama o espaço e os planetas de “a província de toda a humanidade”. A ONU também garante que todos os países sujeitos a ela se responsabilizem por qualquer dano causados a outros planetas. Isso poderia complicar as coisas se a Terra resolver dar uma de Pedro Álvares Cabral e declarar como sua a casa de outra pessoa.
Isso seria ainda mais sério se a Lei de Assentamento Espacial, proposta pelo engenheiro e matemático Rand Simberg, seja aprovada. Ele sugere que uma espécie de tomada de terra planetária levaria a uma colonização mais rápida e tornaria a economia da Terra. Possuir parte ou um planeta inteiro vai contra o Tratado do Espaço Exterior, mas isso só se aplica às nações que o assinaram. E não seria preciso muito para uma nação declarar que está se retirando do tratado e começar a fincar bandeiras e cercas no chão extraterrestre.
O único problema que é outros países pode não escolher reconhecer esta propriedade – assim como outras formas de vida.
Isso tudo também leva a uma pergunta: que tipo de leis os alienígenas podem ter para nós?
-

leia mais...

ULTIMAS ATUALIZAÇÕES

Mais Populares

 
Copyright © 2014 UFO OVNI E CONSPIRAÇÕES • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAIS OADM • Powered by Blogger
back to top